NOTÍCIA

Novo Ford Escort aparece reestilizado em registros na China

 
O Ford Escort segue vivo na China, onde é produzido como um sedã médio (4,63 m de comprimento). E esta é a sua mais recente reestilização, "vazada" pelo registro de patentes do país e com diversas mudanças visuais que o colocam dentro de uma nova identidade local de design - e até por isso pode remeter um pouco ao SUV Territory.
 
Na dianteira, os faróis bem mais finos fazem conjunto com uma grade consideravelmente maior, com formato tipo colmeia e com acabamento preto ou cromado, dependendo da versão. Os faróis são fullLEDs. O para-choque dianteiro também tem um novo estilo, com uma grande entrada de ar cercada por um acabamento cromado. 
 
A traseira chama a atenção pela barra cromada que liga as lanternas com o escrito "Escort". Apesar de ainda não ter muitas informações, as lanternas também deve ter a iluminação em LEDs. Em uma das fotos, podemos perceber algumas diferenças entre uma versão topo e alguma inferior, como a ausência do teto-solar, acabamentos cromados nas janelas e no para-choque traseiro. O mesmo vale para as rodas, que variam entre 15" e 16".
 
A motorização segue a mesma, com o 1.5 de 3 cilindros a gasolina aspirado, gerando 122 cv. Ainda não temos detalhes de equipamentos, mas a versão atual já tem os controles de tração e estabilidade como item de série, assim como sistema multimídia com tela de 8" e chave presencial. Informações serão divulgadas no lançamento, que não deve demorar a acontecer. 
 
Se encaixaria no mercado brasileiro? A Ford já tem um modelo de origem chinesa em nosso mercado, o Territory. O Escort seria uma opção entre sedãs, que hoje possui apenas o Ka Sedan. Por outro lado, a Ford investe cada vez mais em picapes e SUVs por aqui, já anunciando a chegada do Bronco Sport ainda em 2021, além do próprio Territory e uma ofensiva de novos modelos para os dois segmentos nos próximos anos. Ou seja, em curtas palavras, podemos esquecer. 
 

Fonte: motor1.uol.com.br